30 de jun de 2010

Legal, nesse mundo ninguém ajuda ninguém. É cada um por si e pronto. Não há regras certas, nem erradas. É tudo uma confusão. Você pode estar perdido entre um milhão de pessoas e mesmo assim pode se sentir sozinho. Todo mundo só tem um objetivo: Fuder os outros e ser o melhor. É, é isso e pronto. Não há moral em nada que fazemos, nem um motivo exato que nos faça existir. Vivemos todos cheios de problemas, duvidas, confusões, desencontros, mas ainda queremos estar vivos e aproveitar.
É, nada tem jeito mesmo.

28 de jun de 2010

Resumos (Formaturas Infernais)



Bom, eu só queria avisar que a partir de agora, toda segunda feira, vou postar alguns resumos sobre livros que li, gostei e indico. Então gostando ou não de ler, fiquem longe do blog em segundas terças quartas, quintas, sexta, sábado e domingo.



E hoje vou começar com o resumo do livro
Formaturas Infernais...
Nesse livro de terror, as autoras Meg Cabot, Stephanie Meyer, Kim Harrison, Michele Faffe e Lauren Myracle se reuniram para mostrar que uma formatura pode ser mais assustadora do que se pensa. Nada de problemas de guarda-roupa, em Formaturas Infernais o negocio é dançar com a morte e saber que ela não está aqui para elogiar. Uma batalha entre anjos e demônios, um vampiro e outros casos que divertem muito.Enfim, o resumo é péssimo, e faz tempo que li esse livro, mas gostei muito dele.

27 de jun de 2010

Eles vão pagar

A garota estava feliz com todas aquelas coisas boas que haviam acontecido com ela nas ultimas semanas... Estava, pela primeira vez na vida, sendo verdadeiramente feliz.
Mas ela sentia algo, sabia que um dia, alguma coisa ia dar errada e acabaria com toda sua felicidade. Mesmo assim não deixou de fazer as coisas que ela queria, tais coisas que a deixavam tão alegre e com a imensa vontade de viver.
Porem o tal dia chegou, o dia em que toda essa felicidade e alegria se transformaram em decepções e uma enorme tristeza.
Ela tinha vontade de matar eles, chegou a preparar as facas e tudo mais... Acho que a única coisa que motivou ela a não matar eles foi a enorme vontade de chegar logo aos 18 anos para conseguir fazer as coisas que a deixassem bem, sem ninguém para atrapalhar, e para conseguir isso, não poderia estar presa pelo assassinato.
O bom é que ela sabia, sabia que um dia eles iriam se arrepender de tudo, e iam pagar por tudo de ruim que fizeram a ela.  





24 de jun de 2010

Dessa vez não era um sonho.

Todo dia, pela manha, ela acordava assustada. Tinha sempre mesmo sonho: Ia pra escola normalmente e quando voltava pra casa encontrava seus pais mortos esfaqueados no chão, tudo cheio de sangue, e o pai sem a cabeça.
Todo dia era assim, depois de sonhar acordava assustada, suando e chorando.
Seus pais já haviam feito de tudo para que a garota não sonhasse isso, mas de nada adiantava.
Até que uma noite, depois de anos sonhando isso ela não sonhou nada. Não que ela lembrasse no outro dia.
Acordou toda feliz e animada, foi para a escola e quando voltou para casa encontrou seus pais mortos, tudo cheio de sangue, e a cabeça de seu pai não estava ali. Tudo estava igual ao seu sonho.
Ela já começou a chorar e gritar, mas depois pensou que tudo não se passava apenas de um sonho, então ela foi em seu quarto dormir.

Havia apenas uma coisa que ela não sabia:
Não era apenas um sonho.

21 de jun de 2010

Um grito.

Foi apenas o que ele ouviu antes de tudo acabar.
Ele queria saber o que tinha acontecido, naqueles 5 minutos que se passaram depois do grito, os 5 minutos mais longos e silenciosos que ela já havia presenciado.
Mas de nada adiantou ficar preocupado com o que viria a seguir, seu futuro não seria muito longo. Alias, ele não existiria.
E não existiu.
Ele morreu.
Foi atingido por aquela faca, suja de sangue de outros seres. Não teve tempo de se defender, nem de gritar, nem de ver quem fora seu assassino.
A hora dele tinha chegado e não havia nada, nem ninguém que poderia mudar seu destino.
A Morte já estava à espera dele, veio alguns minutos antes para apreciar sua nova alma. Ela tinha gostado daquela alma, pois não havia a feito sofrer no momento de seu assassinato.
A alma dele se juntou a Morte e eles foram embora, um ao lado do outro, como se fossem velhos amigos.
Continuaram caminhando até derrepente, desaparecerem num piscar de olhos.
O corpo dele ficou ali, estendido e imóvel no chão, cheio de sangue ao seu redor... Ficou ali esperando alguém que fizesse o favor de enterrá-lo decentemente um dia.
Um dia que nunca chegou a existir.

14 de jun de 2010

pensamentos ocultos


Quero ter logo 18 anos... Quero ser livre... Tantos desejos, tantas preocupações.  tantas coisas ao mesmo tempo. Uma noticia atrás da outra e nenhum tempo para respirar, pra me sentir calma. Nenhum tempo.
Um pedido de desculpas que não quer ser feito. Ele ta namorando, não não, ele não ta mais. Mentir para tentar ser feliz? Brigas, escola, curso, sair, vontades... Tudo me domina. Chantagens feitas pela minha própria mãe. Pressão feita por outras pessoas. Tentativas frustradas de tentar impressionar alguém. Ninguém me dá emprego. Vicio em internet. Por piercing mesmo sabendo que meus pais não deixam? Drogas lícitas ou ilícitas? Fugir? Viajar? Psicologo? Pra que toda essa merda de esforço para ser alguém na vida, se no fim morreremos mesmo? Pra que se esforçar tanto para ser o melhor no futuro... Mas nem sei se vou ter futuro. E se eu morrer amanha? Vou morrer infeliz? Vai acabar tudo sem eu ter aproveitado do melhor jeito?  Pra que tudo isso? Por que tudo sempre se transforma em mais duvidas?
E não acabou ainda.
Está tudo aqui... Pulsando, gritando em minha mente. Coisas querendo ser ditas, feitas, jogadas no mundo...
Estou virando um boneco. Um boneco em mãos dos meus próprios pensamentos. Eles estão me dominando... Já não sei o que fazer, nem o que pensar.
Só queria poder dormir...
Dormir o sono dos justos.
Dormir para nunca mais acordar.

12 de jun de 2010

pff

 Legal, queria postar algo no blogbosta hoje, mas estou sem nenhuma criatividade. Crise de falta de criatividade é uma porra -.-
ISDHISAHIODSAHIODHIOA
Bom, eu comecei a tentar escrever algo já faz quase meia hora, escrevo uma frase, paro, vou olhar comunidades, volto pra escrever mais uma frase, paro e vou olhar algum vídeo, volto a escrever, paro e vou apenas prestar atenção na letra da música que ta tocando aqui, e assim estou desde antes até agora.
Merda, queria excluir todas minhas comunidades, mas tenho pena delas :\ Gosto tanto de todas. Bom, acho que não vou excluí-las agora.
Cansei de olhar vídeos no youtubemerda.
No momento to escutando Whitesnake (problema teu se tu não gosta ¬¬).
Acabei de passar duas fotos pro computador, que tirei há pouco tempo. Depois posto uma aqui pra quem quiser ver :x
Estou procurando algum blog interessante para ler, mas até agora não achei outro, além dos habituais.
Quase ninguém interessante online no msn para conversar.
Estou depressiva hoje.
Cheguei pouco tempo em casa.
Faz 4 dias que acabei de ler Noturno, e comecei a ler A Menina Que Roubava Livros, e já estou quase acabando esse também.
Quase quebrei o mouse quando toquei ele no chão :x
Agora estou escutando Velvet Revolver (problema teu se tu não gosta ¬¬).
Acabei de descobrir que geral pediu sua garota em namoro hoje, porque estão atualizando seu relacionamento para namorando, no Orkut.
E cansei de escrever sobre o que estou fazendo.
Eu sei que você desistiu de ler lá no “Legal...” mas de qualquer forma, depois eu arrumo alguma outra coisa pra postar hoje, já que esse texto ta muito tenso.

E aqui está à foto, estou amarela e tensa, então foda-se.

Cada face de uma suposta destruição

Cara de pavor no rosto leve das crianças; um casal em seu ultimo abraço; bocas abertas como se estivessem gritando; uma mãe tentando proteger seu filho de algo que nem ela sabia direito o que era; corpos de homens de ternos pretos; um pequeno radio quebrado tocando sempre o mesmo trecho da musica;  resto de carros, casas, restos de pessoas; um homem segurando firmemente seu violino; uma garota com uma flor na mão, que acabara de receber; corpos irreconhecíveis; três meninas vestidas de bailarinas; uma louca abraçando um travesseiro que ela achou que fosse sua bolsa; tantas mortes... Sangue caindo do céu com se fosse chuva.
Uma pequena cidade morre.




E novamente um post fail :\

8 de jun de 2010

Trecho do livro Noturno




Lorenza não conseguiu se virar. Sentiu um jato de calor por trás, como se viesse da porta de um forno. Uma presença. Quando tentou se mover, os sons na sua cabeça se fundiram em uma unica voz horrível.
- AQUI.
E então ela foi alçada do chão.
Quando a legião de gatos retornou, encontrou o corpo de Lorenza, com a cabeça esmagada, lançado feito lixo por cima da cerca antifuracão. As gaivotas haviam achado o cadáver primeiro, mas foram rapidamente espantadas pelos gatos famintos, que logo entraram em ação, estraçalhando as roupas para se banquetear com o seu conteúdo.


Autores: Guillermo Del Toro e Chuck Hogan

5 de jun de 2010

merda :x

Mais um dia frio, chuva, café e um pensamento perdido... 

E quando o pensamento se acha, ele está nele
Naquele garoto...

Ah garoto, meu garoto.
Queria poder te chamar de meu garoto.
Queria poder conversar contigo... Poder te contar tudo
Mas não posso.
Você está tão perto, mas tão longe de mim ao mesmo tempo... 
Tanto que eu quase não consigo suportar.
Às vezes a solidão chega, e é nessas horas que eu mais te queria aqui.
Você aqui comigo, só isso.
Mas eu não te tenho.
Apenas saiba que eu estou aqui...
Não sei se vou conseguir continuar assim por muito tempo.
Não sei se um dia eu ainda vou te ter...
Mas enquanto puder, eu estou te esperando.
Não sei se é o certo a se fazer...
Mas e daí, quem disse que eu faço tudo que é certo?
Só sei que eu te quero, e vou te esperar o tempo que for possível...

Frases, únicas frases que um coração consegue dizer entre muitas outras...
Frases que ninguém vai entender, apenas eu entendo.

Para o meu garoto.



P.s.: Ah, eu escrevi isso ontem, ontem estava chovendo :x

4 de jun de 2010

morte...


Se você soubesse quando vai morrer; ou se pudesse escolher entre viver ou morrer.
O que você faria? Com um passaria seus últimos dias ou momentos? Com quem escolheria estar quando tudo acabar?
Poucas pessoas, já pensaram sobre isso. Imagino que, seria mais fácil se de alguma forma eu ficasse sabendo que vou morrer. Poderia escolher entre entrar em depressão e me trancar em um quarto, ou sair e fazer tudo que tivesse vontade sem medo de nada, afinal, acabaria morrendo no final. Poderia fazer escolhas sem se arrepender depois, pois o depois não existira, poderia escolher com quem ficar, escolher ao lado de quem eu deveria estar nos últimos suspiros, nas ultimas batidas do coração. Escolher com quem ia apreciar o ultima pôr-do-sol. Escolher com quem seria minhas ultimas palavras, meu ultimo abraço, meu ultimo carinho, meu ultimo sorriso, meu ultimo banho de chuva, minha ultima brincadeira, minha ultima piada, meus últimos segundos...
É, seria melhor saber quando iria morrer, talvez algumas pessoas não sofressem tanto pelo fato de não terem falado certas coisas...
Mas o único problema é que não sei quando vou morrer, nem quando outras pessoas vão morrer, e por isso, acho que preciso dizer e fazer tudo que tenho vontade.
Final fail :/