24 de dez de 2010

Liberdade de estar só

A liberdade que se tem
Quando se está sozinha,
É tão boa.
Pode se fazer tudo...
Tudo que se tem vontade
Tudo que se precisa.
Tudo que se quer.

Acender mais um cigarro
Pôr musica no volume máximo
E com o café ao lado.
Se jogar no chão
E ali permanecer
Até o café acabar,
Os cigarros se terminarem,
E uma musica ruim começar.

Trocar de musica,
Fazer outro café
E o cigarro ser substituído
Por um papel e uma caneta.

Voltar ao mesmo local anterior
E permanecer ali,
Até tudo acabar.