24 de abr de 2010

não dá mais

Vontade de fazer certas coisas e não poder...
Vontade de dar um grito, mas não poder pois vou acordar meus pais. Vontade de sair na rua andando, escutando musica, bebendo e fumando, mas ta muito frio lá fora e a preguiça de domina por completa. Vontade de fugir de casa e ir para outra cidade, mas isso não vai resolver meus problemas, vai apenas criar mais alguns. Vontade de dizer um monte de coisa pra uma pessoa, mas não dizer, pois talvez façam com que a gente brigue, e o que eu menos preciso nesse momento é de uma pessoa brigando comigo. Legal, o que eu mais queria nesse momento é ver o sorriso de alguém me dizendo que isso tudo que ta acontecendo é uma fase, e que daqui a pouco vou estar me sentindo melhor. Mas não adiantaria ser uma pessoa qualquer, tinha que ser alguém, aquela pessoa, ou melhor, aquele.
Mas eu não tenho, eu não tenho quase ninguém, umas das pessoas que eu mais gostaria de ter aqui comigo eu perdi; agi e falei igual uma criança idiota e perdi.
Agora estou aqui de novo, igual uma criança idiota, muito mal, querendo voltar no tempo e reviver de uma forma diferente alguns momentos. Mas não dá.
Nada da certo, nada funciona como deveria, nada acontece como o esperado, não nesse momento. Talvez o problema seja comigo, alias, certamente o problema é comigo, eu devo esperar demais das pessoas e depois fico mal quando elas não são tudo o que eu esperava, eu não sei aproveitar as coisas enquanto estão acontecendo e só dou valor quando elas acabam... Mas fazer o que? Não posso sair por ai gritando tudo isso e pedindo desculpas por todos os erros! Eles não vão me ouvir, estão vivendo suas vidas normalmente e sendo felizes enquanto eu estou aqui perdendo meu tempo com o passado. Estou vivendo com o arrependimento que vem bater na minha porta todo dia, aquele arrependimento que seria melhor que matasse mesmo, em vez de ficar ma maltratando e gritando em minha mente. E novamente me vem a cabeça a ideia do tempo, o tempo que eu posso demorar pra decidir o que fazer, e penso que talvez ja pode ser tarde demais... Ou nao, talvez ainda de tempo para recuperar tudo, mas depende de uma atitude, e de uma enorme coragem. Ah, chega, não aguento mais isso, um monte de ideias, pensamentos, ilusões, mas nada concreto, nada que me faça acreditar que vai mudar... E agora, chega mesmo.