19 de abr de 2010

Dois lados

Ele tinha dois lados.
Um lado banco e o outro preto, um contido e outro intenso, um bom e outro ruim, enfim, um era exatamente o contrario do outro.
O lado preto era intenso, o mais impulso.
Já o lado branco era o contido, o mais interrupto.
Quando ele age apenas seguindo o lado branco, fica mais civilizado, e também mais cordato.
Mas nos momentos que ele segue o lado preto, fica mais vivido, vivido com um brilho intenso.
Os dois lados "brigam" pra saber quem é o melhor, quem é o mais verdadeiro.
Mas quando não estão brigando eles se juntam e formam o cinza, que é um meio termo dos dois.
O meio termo que fez com que ela se encantasse tanto por ele.