8 de ago de 2010

Desaparecimento

O telefone da casa estava tocando já fazia horas. A única moradora do lugar não dava sinal nenhum de vida. Haviam vários recados desesperados em sua secretaria eletrônica, pedindo pra mulher ligar quando pudesse.
Três dias se passaram e nada. Ela não deu nenhum sinal de vida. Seu namorado foi até a casa dela, arrombou a porta, não viu nada de estranho no primeiro andar da casa e foi até o quarto dela. Logo quando abriu a porta do quarto, levou um susto.
Viu a mulher jogada na cama, com um copo que continha restos de vinho e três caixas de remédios antidepressivos.

Mais tarde, os legistas, constataram que ela havia se suicidado dois dias antes.